26 setembro 2007

Maravilhamento


Eis-nos no sítio exacto do prodígio.
A Divindade afaga-nos as faces.
Despem as oliveiras seus disfarces.
Move-se um anjo sem deixar vestígio.

E a Flor não fenece no litígio
Da forma e ser, (que nada a ultrapasse!).
Não há régua e compasso com que trace
Os confins rigorosos do prestígio.

Do Facho ao Frade, o céu pousa na serra.
E tudo o que é simples, pedra e terra,
Ascende à grimpa estelar dum templo.

Só eu me enredo em tudo quanto abraço.
Percorro o infinito, e sobra espaço.
Habito a eternidade, e resta tempo.

Poema de João de Sá. "Flores para Vila Flor", 1996.
A fotografia foi tirada dia 18 de Setembro de 2007, perto do Barracão, Vila Flor.

3 comentários:

Marcelo Belchior disse...

Olá Aníbal A tempos tenho tentado mandar uma mensagem para vc mas não sei se vc recebeu, pois entro no seu blog todos os dias e procuro por elas e não as encontro assim acho que vc não as recebeu pois agora estou lhe enviando novamente na esperança de que vc a receba.
Bom depois desta breve explicação o q a tempos estou tentando lhe dizer é que estou aqui no Brasil e que graças ao seu blog possa acompanhar diariamente os acontecimentos deste lugar abenoado que é vila flor, o meu pai é de Seixo de Manhoses e já mora aqui faz 50 anos mas graças a deus nós crescemos ouvindo muitas histórias de portugal e também tivemos o privilégio que a grande maioria dos brasileiros não tem que é conhecer a Europa e ainda retornamos algumas vezes, e desta forma posso garantir que uma vez que vc conhece essa região vc não consegue esquecer e a vontade de voltar é enorme assim como não é possível ir todo ano ai o seu blog é o meio que nós aqui no Brasil possamos viajar todos os dias e desta forma o nosso dia dia fica mais alegre, gostaria muito de lhe parabenizar e lhe desejar muita sorte, saúde e paz pois o seu trabalho é sem dúvida uma grande obra de arte, e espero que quando voltar para Portugal possa lhe conhecer pessoalmente para lhe parabenizar um gde abraço meu e de todos os portugueses daqui da minha região.
Ps. O meu avó materno é da região da guarda nasceu em uma aldeia chamada Dão se vc tiver algun site q tenha fotos desta região favor me informar.
Marcelo Nunes Comenda Belchior.
Suzano- São-Paulo - Brasil

Xo_oX disse...

Obrigado Marcelo por todas as suas palavras simpáticas. Fico contente por saber que aí no Brasil gostam de ver Vila Flor, mesmo que à distância. Os visitantes da Blog, a viver no Brasil, são 11%, logo a seguir a Portugal com 70%.
Seguramente que no futuro colocarei mais fotografias sobre o Seixo. Há muito que ando para escrever sobre o Santuário e ainda não o fiz; também tenho bonitas fotografias da igreja; pretendo voltar ao Gavião; voltarei a procurar vestígios arqueológicos num monte próximo da aldeia.
Infelizmente os meus passeios ainda não se estendem até à Guarda, por isso não tenho fotografias.
Continue a visitar
Um abraço.

Esmeralda disse...

Olá
- Contínuamente maravilhada com o que leio; também com as escolhas do que leio; também com as imagens fantásticas, sábia e eficazmente captadas.
- Com pena de não escrever/comentar muito mais...
- Que lindo soneto!
- Habitemos na eternidade de um sonho e na esperança de um todo resto de tempo...
Obrigada, Aníbal, por tamanha dedicação.
Um elogio e agradecimento a homens, da nossa terra, que tão bem escrevem.
Abraço
Esmeralda